domingo, 20 de julho de 2008

UM EXEMPLO DE PASTOR

Embora desejasse muito, ele não chegou a tornar-se num missionário transcultural. Todas as suas tentativas de se estabelecer no campo missionário foram fracassadas em razão de complicações com a saúde; sem contar o fato de ter sido rejeitado como candidato por uma organização missionária. Nem por isso, desistiu da sua visão de alcançar o mundo com o Evangelho. Pelo contrário, já que não tinha condições de ir pessoalmente, resolveu enviar outros em seu lugar. Um dos seus lemas era: “Nenhuma visão que não seja o mundo é a visão de Deus”. Seu nome era Oswald Smith (1890-1986), pastor da Igreja do Povo, em Toronto-Canadá.

homem que sustentou centenas de missionários e chegou a enviar mais missionários para o mundo do que qualquer outra igreja local do seu tempo. As suas iniciativas para influenciar o mundo foram tão grandes que milhares de pessoas o chamavam de “Sr. Missões”. Billy Graham, falando dos 35 livros (traduzidos para 128 línguas) deste servo do Senhor, escreveu: “Os seus livros têm sido usados pelo Espírito Santo para penetrar na profundeza da minha alma e tiveram uma influência tremenda sobre a minha vida pessoal e o meu ministério”. Quando esteve no funeral de Smith, Billy Graham afirmou: "a maior combinação de pastor, hinólogo, líder missionário e evangelista do nosso tempo".

ALGUMAS FRASES CÉLEBRES DE OSWALD SMITH:
> "A tarefa suprema da Igreja é a evangelização do mundo".
> "Porque é que alguém deveria ouvir do Evangelho duas vezes, quando há pessoas que não ouviram nenhuma vez?"
> "Se Deus quer a evangelização do mundo, mas te recusas a sustentar missões, então opões-te à vontade de Deus".
> "Deves ir ou enviares um substituto".
> "Tu não podes levá-lo (o dinheiro) contigo mas podes mandá-lo adiante (ao céu) mediante missões".
> "O maior obstáculo para as missões são os pastores".

Um comentário:

LuCiMaRa SeMpRe disse...

Estou atualmente lendo uma literatura do Oswald Smith e, a cada página que avanço percebo que por missões tenho feito cada vez menos, lastimável. Tenho certeza que ao término do livro, esse letargia irá se findar e, então, o livro cumprirá o seu proposito: contagiar a responsabilidade de cumprir o Ide a todos os povos!" - recomendo : "O clamor do mundo"
Lucimara Magalhães