terça-feira, 14 de julho de 2009

O QUE SIGNIFICA: "DAI, E DAR-SE-VOS-Á"

No evangelho de Lucas 6:38 Jesus fez uma poderosa declaração que, infelizmente, poucos já a experimentaram em seu viver cristão: "Dai, e dar-se-vos-á; boa medida, recalcada, sacudida, transbordante, generosamente vos darão; porque com a medida com que tiverdes medido vos medirão também."

Para entender esse ensinamento do Mestre, ouça essa história!

Certa vez, uma jovem executiva em viagem, enquanto aguardava na sala de embarque pelo seu vôo, para quebrar o têdio, comprou um livro e um pacote de biscoitos. Após sentar-se, viu que ao seu lado estava um senhor, de cabelos já grisalhos, que de imediato pôs-se a conversar com ela animadamente sobre política, economia, e todos os assuntos que se fala quando estamos juntos a alguém pela primeira vez. Num primeiro momento ela resistia ao papo, mas aos pouco foi-se soltando e a conversa ganhou ares de velhos e bons amigos.

Foi quando ela percebeu que o simpático senhor, comia dos mesmos biscoitos caramelados do pacote na cadeira ao lado. Ela indignou-se pelo fato dele não ter pedido permissão, mas também não teve coragem de reclamar. O homem falava entre uma mordida e outra nos deliciosos biscoitos! E ela pensava: "Que sujeito folgado; simpático, mas folgado!".

Quando restou apenas um biscoito, ela esperou para ver até onde ia a audácia daquele cidadão, e ele com muita naturalidade, pegou o último biscoito do pacote, reparti-o ao meio, deu a ela um pedaço e comeu a outra metade. Basta! Aquilo era um ultraje! Para ela foi o bastante para fazê-la levantar-se e seguir direto ao portão sem nem ao menos despedir-se dele, pois o avião já tinha sido liberado para embarque dos passageiros.

Já dentro do avião, abriu sua bolsa para pegar o óculos de leitura, quando para sua surpresa lá estava o seu pacote de biscoitos intacto. Ela pasmou de surtou! "JESUS", exclamou a moça em pensamento: "O PACOTE DE BISCOITO QUE COMEMOS NO SAGÃO, NÃO ERA O MEU, MAS SIM DO SIMPÁTICO SENHOR, QUE COMPRARA UM IGUAL!". Ela percebeu que, distraida pela leitura e a conversa repentina com ele, tinha aberto o pacote dele, que havia comprado um igual. (risos)

IRMÃOS, quando achamos que estamos dando algo a alguém, na verdade estamos recebendo! É a pessoa que recebe o favor que na verdade está dando para nós. Nós é que recebemos, quando fazemos o bem ao próximo!

É isso que Jesus está ensinando no texto acima, e é essa a lei que descobrimos quando fazermos caridade! Quando estendemos a mão a um necessitado, sentimo-nos tão bem (ou mais), do que a pessoa que recebe a caridade. Quem faz o bem, sabe disso que estou falando! Vivemos a lei da colheita segundo a semeadura... é a boa medida recalcada e sacudida que recebemos de quem parece não ter nada a oferecer.

REFLETINDO: "Amem os seus inimigos, façam o bem aos que os odeiam" (Lucas 6:27).

3 comentários:

familialabrado disse...

Querido, sempre achei que Francisco de Assis foi um servo fiel, que em suas palavras havia muito de Cristo falando para nós, mas infelizmente, em nossas igrejas não há como ser tão simples. Mas eu amo essas palavras, porque elas me remetem a forma como Cristo gostaria que nós procedessemos e o amassemos.

JAMIERSON OLIVEIRA disse...

Verdade queridos! Falta-nos essa virtude, que tanto chama atenção do mundo para Cristo! Devemos resplandecer essa luz.

Obrigado por visitar o blog e divulgá-lo!

Anônimo disse...

prefiro a biblia na linguagem de johe rsrs